Notícias

Um olhar coletivo para o trânsito no Motivo Petrolina

O trabalho trata-se de um projeto pedagógico articulado à disciplina de Redação, mediado pela professora Cristiane Quirino.

A estudante Maria Eduarda Ferreira, do 2° Ano A, fala sobre sua participação no projeto, que ainda continua em curso:

“É de grande importância esse projeto desenvolvido pelo Colégio Motivo em relação ao trânsito nos arredores da escola, já que ele tem como objetivo, justamente, observar os problemas próximos ao ambiente escolar e, assim, buscar meios de melhorias em relação à segurança para com os alunos e pais, que venham se locomover tanto a pé quanto por meio de seus transportes. Além disso, algo que tem me chamado muito a atenção é o engajamento, a busca por trazer a realidade dos alunos e despertar a importância, já que, durante as aulas de Redação, podemos sair um pouco da realidade de estar ali simplesmente se locomovendo e ver de fora, de outra perspectiva, como funciona e em que podemos melhorar e reforçar a questão da importância do respeito em todos os ambientes nesse caso, no trânsito.”

Além disso, a estudante fala da criação da proposta e ampliação desse projeto para a comunidade escolar:

“Tive a ideia de incluir nesse projeto a proposta de elaborar formulários sobre o trânsito nos arredores da escola para que alunos do Ensino Fundamental, que estão em um processo de amadurecimento, de formação de opinião, poderem levar para casa e refletir, junto com seus familiares, o que se pode e o que não pode fazer, o que pode melhorar, pensar no próximo, enfim, estabelecer uma relação de respeito para com os outros dentro do trânsito, indo pegar seus filhos na escola. Isso contribuirá também para a formação das famílias e dos alunos.”

A professora Cristiane Quirino fala sobre a relevância do projeto para a formação de estudantes críticos e conscientes do seu poder de intervenção na sociedade:

“O projeto é fundamental sobretudo para a conscientização da comunidade escolar. O trânsito no entorno do Colégio necessita de campanhas educativas a fim de melhorar a sua fluidez. Oportunizar aos alunos a possibilidade de se verem agentes modificadores dessa realidade vai ao encontro de uma perspectiva educativa que os enxerga como protagonistas conscientes do seu papel na sociedade em que vivem”.